GRAY BACKGROUND

Nathalia Oliveira e Maria Flávia para a revista Vogue.

01 274823 copy.jpg

01 274810 copy.jpg

01 274908 copy.jpg

01 274862 copy.jpg

01 275035.JPG



AMADO

Ana Beatriz Barros como "Dona Flor e seus Dois Maridos" para Forum.

FOTO_19_FORUM.jpg

FOTO_1_FORUM.jpg

FOTO_9_FORUM.jpg



FENO

Raica Oliveira para revista M&Guia.

02 131155Abre.jpg

03 131203b.jpg

01 131063b.jpg



PASSADO PERFEITO

A atriz Mel Lisboa para a revista Trip.

mel 12.jpg

mel 14.jpg



SONHOS

A coluna publicada na revista Trip deste mês.

O cineasta David Gelb dirigiu, em 2011, um curioso e fascinante documentário. Se chama Jiro Dreams of Sushi e mostra, de uma maneira calma e fluente (acompanhada por uma voluptuosa trilha que inclui no cardápio Mozart, Tchaikovsky, Bach e Philip Glass), o processo diário de trabalho de Jiro Ono, dono de um restaurante em uma estação de metrô de Tóquio, no bairro de Ginza, que só serve sushis. Jiro ostenta em sua parede uma honra que poucos restaurantes têm: três estrelas concedidas pelo exigente guia Michelin.
Três estrelas Michelin podem parecer pouco para quem não dá bola para um guia que tem sobrenome de pneu, mas, acredite, é coisa séria e não são muitos os chefs no mundo que podem se gabar de uma honraria como essa. A câmera de Gelb acompanha a rotina de Jiro à procura da perfeição absoluta em volta de um simples sushi, tarefa complexa que requer uma concentração e dedicação inigualáveis. Perfeccionismo artístico e minimalista elevado à potência máxima através da repetição do gesto e da procura das nuances invisíveis.
Vão aparecendo os detalhes que, através dos anos, acrescentaram graus de sofisticação no universo de Jiro. São coisas banais, como a ideia de que as porções de sushi femininas sejam menores, para que a sequência de pratos possa ser servida ao mesmo tempo para os comensais de ambos os sexos quando sentados juntos à mesa, ou a percepção de deixar o sushi do outro lado do prato, caso o cliente seja canhoto (Jiro é canhoto e, como todos os que habitam esse universo real espelhado, sabe o que isso representa).
Um universo que gira num espaço onde cabem dez pessoas no bar e outras quatro em duas mesas. E são pessoas que pegam aviões de qualquer parte do mundo para poder desfrutar dos sushis de Jiro. Katy Perry, Hugh Jackman e Leonardo di Caprio já sentaram nos banquinhos do Sukyabashi Jiro.
No filme, dá para observar como Jiro contempla, sem esboçar nenhuma reação aparente, as manifestações de seus clientes, mas fica evidente que tudo fica arquivado e depois será aplicado em pequenas mudanças imperceptíveis que transformarão o resultado final em algo perto da perfeição. Um exemplo: o polvo deve ser massageado por 30 minutos antes de ser cortado e servido, e Jiro descobre que 15 minutos a mais fazem uma diferença considerável no gosto.
Jiro Ono teve uma infância complicada, aos 7 anos de idade foi abandonado pelo pai, alcoólatra. Ele mesmo deixou sua casa com 9 anos e ouviu que “você não tem um lar para voltar”. Era um mau aluno no colégio e só esboçou uma ruptura com o que poderia ser um futuro complicado no momento em que entrou como assistente de cozinheiro e decidiu ser sushiman. O melhor sushiman de todos, o melhor do mundo.
Jiro passou 76 anos à procura do sushi perfeito (a idade dele o faz honorário de outro título: consta no Guinness World Records como o mais velho dos chefs a ter três estrelas Michelin). Hoje, aos 87 anos, Jiro Ono continua sua busca da perfeição através da repetição do gesto que aperfeiçoa sua arte. A teoria dele é a de que você “precisa dedicar sua vida para dominar suas aptidões, essa é a chave do sucesso”.



ARGOLAS

Angelica para a revista Boa Forma.

BF327 angelica capa-1.jpg



I'M GLAD YOU CAME

Que bom que você veio. Campanha para McDonald's.

An1-40,4x26,6-GYC-13Dez26.jpeg copy

An2-40,4x26,6-GYC-13Dez26.jpeg copy



AIPIM

Texto publicado junto com a materia sobre Aniita na revista Glamour de janeiro.

Mesmo que você se ache preparado um terremoto é um acontecimento que sempre chega de surpresa. Anitta - isso mesmo, com dois ‘t’ - é um destes fenómenos e uma destas surpresas.
No dia das fotos, era uma tarde quente de primavera paulistana, Anitta estava encolhida em uma poltrona, joelhos no queixo, e tomava decisões com suas assessoras enquanto estava sendo maquiada. O celulares piscavam sem parar enquanto ela colocava em dia confidencias do passado com uma amiga, conhecida em condições peculiares (1). O clima era o de uma estrela pronta para brilhar e o resultado destas fotos, feitas no melhor estilo do filme ‘Flashdance’, é a prova disso.
Nada mau para quem que começou cantando no coral da igreja no bairro de Honório Gurgel no Rio de Janeiro, enquanto era estagiaria na Vale do Rio Doce. Foi professora de dança, e aos 17 anos – quase anteontem – ganhou o “Trofeu de revelação do Funk”.
O ponto alto desta trajetória meteórica foi a participação na gravação do Especial de Roberto Carlos, nos estúdios da Globo. Uma porta exclusiva aberta uma vez ao ano para poucos escolhidos que podem acrescentar, á sua biografia, momentos passados perto do Rei. É isso ai bicho. Nos bastidores da gravação Anitta se emocionou, como se emocionou no dia em que conheceu Ivete Sangalo (lágrimas borraram sua maquiagem na ocasião) e outras vezes mais que encontrou seus ídolos.
Anitta possui uma beleza, um – digamos – ‘physique du role’ que se adapta perfeitamente ao seu personagem; não é alta, mas tem um rosto suavemente delineado que emoldura um olhar de Shanti (2) surpreendida no meio da noite fazendo algo errado – muito errado - e um corpo que por vários anos deixou estonteados os frequentadores dos bailes funk organizados no Rio pelo Furacão 2000.
Mas Anitta deixou para trás o casting da mesma pedreira de onde saíram, entre outros, Mr.Catra, a Gaiola das Popozudas, MC Chicken Classic Crispy e o Bonde do Tigrão - assim como todas as mulheres fruta que já subiram aos palcos do funk carioca – e segue uma trajetória meteoricamente imparável. No ano que passou ela já mostrou seu poder mais de quarenta vezes em programas de televisão de alcance nacional. Do ‘Caldeirão do Huck’ ao ‘Ratinho’, do ‘Faustão’ a ‘De Frente com Gabi’, passando pelo ‘Altas Horas’ e a ‘Xuxa’. Em todos eles Anitta e o Show das Poderosas derrubaram corações e mentes.
“De onde você é?” pergunta Anitta quando é apresentada para alguém. E de acordo com a resposta ela desfila a quantidade de ritmos que o país possui (fui contemplado, confesso, com uma rumba). O GPS musical é resultado de seu tempo como professora de baile de salão. Tango, foxtrote e ritmos mais exóticos formam parte dos conhecimentos musicais de Anitta, que enquanto desliza suavemente o corpo pela locação – para encanto e surpresa de todos -observa o efeito que isto produz na plateia escondida atrás de seus olhos escuros como uma lagoa inglesa, e rasgando um sorriso que só o gato da Alice sabe dar.
“Sou sexy sem ser vulgar, menina e mulher ao mesmo tempo” não se cansa de repetir Anitta. A ambivalência de mulher e garota ao mesmo tempo tira do prumo de seus seguidores e quem assiste seu show. Um força misteriosa a transforma em um mulher sedutora e poderosa que desmonta os machos pelos palcos da vida mas que depois, com um voz modulada e suave, aparenta uma fragilidade que - não se engane - a qualquer momento pode se tornar em um vulcão de emoções.
No fim das fotos desta edição, em uma tarde quente de primavera paulistana, Anitta se mostra capaz de desconcertar - como sempre - e dispara suavemente:
“Quando você vier ao Rio, vamos jantar, sei fazer um aipim muito bom”.
Não duvido.

_________
(1) As historias de Anitta são sempre peculiares. No caso a amiga e ela lembravam do dia em que elas duas e mais uma outra pessoa beberam demais em um lugar de descrição nebulosa.
(2) Personagem feminina do desenho animado “The Jungle Book” que enfeitiça Mowgli, o protagonista.



PREPARA

Anitta paea a revista Glamour.

CF269878.jpg

_MG_5286.JPG

CF270016.jpg



GL022_CAPA ASS copy.jpg



OFFICE

Drielly Benettone para a revista The President.

CF270195 copy.jpg

CF270313 copy.jpg

CF270284 copy.jpg

CF270239 copy.jpg




abril 2016
março 2016
fevereiro 2016
janeiro 2016
dezembro 2015
novembro 2015
outubro 2015
setembro 2015
agosto 2015
junho 2015
maio 2015
abril 2015
março 2015
fevereiro 2015
janeiro 2015
dezembro 2014
novembro 2014
outubro 2014
setembro 2014
agosto 2014
julho 2014
junho 2014
maio 2014
abril 2014
março 2014
fevereiro 2014
janeiro 2014
dezembro 2013
novembro 2013
outubro 2013
setembro 2013
agosto 2013
julho 2013
junho 2013
maio 2013
abril 2013
março 2013
fevereiro 2013
janeiro 2013
dezembro 2012
novembro 2012
outubro 2012
setembro 2012
agosto 2012
julho 2012
junho 2012
maio 2012
abril 2012
março 2012
fevereiro 2012
janeiro 2012
dezembro 2011
novembro 2011
outubro 2011
setembro 2011
agosto 2011
julho 2011
junho 2011
maio 2011
abril 2011
março 2011
fevereiro 2011
janeiro 2011
dezembro 2010
novembro 2010
outubro 2010
setembro 2010
agosto 2010
julho 2010
junho 2010
maio 2010
abril 2010
março 2010
fevereiro 2010
janeiro 2010
dezembro 2009
novembro 2009
outubro 2009
setembro 2009
agosto 2009
julho 2009
junho 2009
maio 2009
janeiro 2008
dezembro 2007
novembro 2007
outubro 2007
setembro 2007
agosto 2007
julho 2007
junho 2007
maio 2007
abril 2007
março 2007
fevereiro 2007
janeiro 2007
dezembro 2006
novembro 2006
outubro 2006
setembro 2006
agosto 2006
julho 2006
junho 2006
maio 2006
abril 2006
março 2006
fevereiro 2006
janeiro 2006
dezembro 2005
novembro 2005
outubro 2005
setembro 2005
agosto 2005
julho 2005
junho 2005
maio 2005
abril 2005
março 2005
fevereiro 2005
janeiro 2005
dezembro 2004
novembro 2004
outubro 2004
setembro 2004
agosto 2004
julho 2004
junho 2004


Receba um aviso quando
tiver novidades no site,
basta colocar seu e-mail
no box abaixo e enviar.