PERNAS

Fernanda de Freitas para a revista Joyce Pascowitch.

01 186437 copy.jpg

01 185870 copy.jpg

01 186056 copy.jpg



SOCO

Malvino Salvador para Blackberry.

Screen Shot 2012-04-12 at 16.38.22.jpg



LÂMPADA

A coluna deste mês para a revista Trip.

Quanto tempo dura uma lâmpada? Melhor dito: quantas horas uma lâmpada pode ficar acesa?
De acordo com o documentário The light bulb conspiracy (1), as respostas podem ser variadas. Na teoria do filme, um produto poderia durar, em condições estáveis de fornecimento elétrico, muito mais tempo do que se imagina. Isto é, sem oscilações na rede elétrica que mandassem para o espaço qualquer equipamento ligado em uma simples tomada (atire o primeiro computador no lixo quem nunca teve o hard drive queimado por uma variação elétrica). Na cidade de Livermore, na Califórnia, uma (uma só) lâmpada feita em 1900 e achada em um porão ainda pode ser acesa. Na minha casa, uma lâmpada queima toda vez que o aspirador de pó é ligado.
Acontece que no mundo moderno as forças da economia são superiores às da conveniência. Um produto que dure para sempre é um desastre para os negócios. Faz sentido. O mundo dos computadores que o diga: a cada produto novo tudo é um pouco diferente. O espírito da evolução é implacável com o da tradição. Uma das coisas em que o documentário tenta jogar um pouco de luz é a teoria da “obsolescência planejada”. Um produto manufaturado tem que ter a sua vida superada por outros da mesma linha, de maneira que estes provoquem o desejo de serem substituídos (2), senão a fila não anda. Parece fazer sentido quando a vida de um produto se encaixa dentro de nossas expectativas. Mas quanto tempo podemos considerar razoável (3)?
Jogada de mestre
Até agora não consigo entender um acontecimento que se enfiou nas nossas vidas, faz pouco tempo, sem nenhuma explicação: a mudança radical do formato dos pinos nas tomadas elétricas. Eles passaram a ser fabricados em outro padrão não por obsolescência ou desejo aspiracional do consumidor. Nada que seja minimamente explicado ou justificado. Mudaram por uma decisão meramente vertical, e, a partir de certo momento, todas as tomadas do país deixaram de ser da maneira como eram e passaram a ter outro desenho. E atenção: perversamente incompatível com o antigo. Jogada de mestre, tiro meu chapéu para a mente inquieta que conseguiu enfiar esse conceito goela abaixo de mais de 200 milhões de consumidores e faturar com essa decisão. Façanha com a qual nem o inacreditável Steve Jobs poderia sonhar, e que ainda me deixa perplexo toda vez que tento procurar uma tomada compatível com o pino que tenho na mão. Uma tarefa cada vez mais difícil de ser realizada na primeira tentativa.
Isso não é obsolescência planejada, isso é morte súbita, e me parece injusto. Muito injusto. Pode, Arnaldo?

(1) The light bulb conspiracy (2010), dirigido por Cosina Dannoritzer. O título do filme já diz tudo. Cosina, apesar do nome, é espanhola.
(2) Outra vertente da “obsolescência planejada” traz algum tipo de mecanismo embutido nos equipamentos que os faz parar de funcionar depois de determinado espaço de tempo.
(3) Hoje em dia uma lâmpada pode durar mil horas. De acordo com The light bulb conspiracy, poderia durar 2.500. A de Livermore já tem mais de 100 mil horas.



SAPATILHA

Sabrina Sato para Blackberry.

Screen Shot 2012-04-12 at 16.38.37.png



FUTEBOL

João Doria Jr. para Blackberry.

JDORIA.jpg



FLASH BACK

Mariana Weickert e Ingrid Villas-Boas, capas da revista s/n.

Screen Shot 2012-04-17 at 09.05.50.jpg

Screen Shot 2012-04-17 at 09.06.14.jpg



SPICE

Marina Ruy Barbosa nas paginas da revista Nova.

marina ruy barbora perfil  copy copy.JPG

marina ruy barbora perfil- copy.jpg

marina ruy barbora perfil- copy copy.JPG



OLHO DA RUA

Marina Dociatti, nas ruas de São Paulo, para a revista Vogue.

_MG_2737 copy1.jpg

_MG_1928 copy1.jpg

_MG_1580 copy1.jpg



_MG_3388 copy1.jpg

_MG_1828 copy1.jpg

_MG_2195 copy1.jpg



_MG_3876 copy.JPG

_MG_2863 copy1.jpg

_MG_3286 copy1.jpg



FUNDO BRANCO

Marina Ruy Barbosa na capa da revista Nova.

Screen Shot 2012-04-01 at 18.14.00.jpg




abril 2016
março 2016
fevereiro 2016
janeiro 2016
dezembro 2015
novembro 2015
outubro 2015
setembro 2015
agosto 2015
junho 2015
maio 2015
abril 2015
março 2015
fevereiro 2015
janeiro 2015
dezembro 2014
novembro 2014
outubro 2014
setembro 2014
agosto 2014
julho 2014
junho 2014
maio 2014
abril 2014
março 2014
fevereiro 2014
janeiro 2014
dezembro 2013
novembro 2013
outubro 2013
setembro 2013
agosto 2013
julho 2013
junho 2013
maio 2013
abril 2013
março 2013
fevereiro 2013
janeiro 2013
dezembro 2012
novembro 2012
outubro 2012
setembro 2012
agosto 2012
julho 2012
junho 2012
maio 2012
abril 2012
março 2012
fevereiro 2012
janeiro 2012
dezembro 2011
novembro 2011
outubro 2011
setembro 2011
agosto 2011
julho 2011
junho 2011
maio 2011
abril 2011
março 2011
fevereiro 2011
janeiro 2011
dezembro 2010
novembro 2010
outubro 2010
setembro 2010
agosto 2010
julho 2010
junho 2010
maio 2010
abril 2010
março 2010
fevereiro 2010
janeiro 2010
dezembro 2009
novembro 2009
outubro 2009
setembro 2009
agosto 2009
julho 2009
junho 2009
maio 2009
janeiro 2008
dezembro 2007
novembro 2007
outubro 2007
setembro 2007
agosto 2007
julho 2007
junho 2007
maio 2007
abril 2007
março 2007
fevereiro 2007
janeiro 2007
dezembro 2006
novembro 2006
outubro 2006
setembro 2006
agosto 2006
julho 2006
junho 2006
maio 2006
abril 2006
março 2006
fevereiro 2006
janeiro 2006
dezembro 2005
novembro 2005
outubro 2005
setembro 2005
agosto 2005
julho 2005
junho 2005
maio 2005
abril 2005
março 2005
fevereiro 2005
janeiro 2005
dezembro 2004
novembro 2004
outubro 2004
setembro 2004
agosto 2004
julho 2004
junho 2004


Receba um aviso quando
tiver novidades no site,
basta colocar seu e-mail
no box abaixo e enviar.